Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 24 de maio de 2011

Parabola dos Talentos: Aula 28.05.2011

28-05-2011    Tema da Aula: Parábola dos Talentos.

Parábolas são instrumentos usados por Jesus para passar suas mensagens de maneira a ser entendida pelo povo da época. Contar para os Evangelizandos a Parábola e explicar que Talentos são as aptidões que desenvolvemos e as oportunidades que vamos merecendo, de acordo com o nosso esforço na Seara do bem. Todos nós recebemos muitos talentos: o corpo, a inteligência, a reencarnação atual, as oportunidades de servir, etc. Temos que usar os talentos para o bem. Enterrar os talentos é ter má vontade, preguiça, não querer estudar e aprender, não fazer o bem. Deus nos confiou muitos talentos e temos que utilizá-los para o nosso adiantamento moral, espiritual e intelectual, bem como da humanidade.

Conversar sobre a valorização e o bom uso que devemos fazer dos nossos talentos, lembrando que todos nós os possuímos, devemos agradecer os talentos que temos, propondo-se a utilizá-los para o bem.

Na parábola dos Talentos,  entendemos que o homem que as distribui é Deus;  os servos são os espíritos que encarnam na terra;  ao encarnar-se, segundo o processo que realizou, cada espírito traz uma tarefa a cumprir em benefício de seus semelhantes; a uns é concedida uma tarefa de repercussão ampla;  outros apenas no seio da família;  mas todos trazem uma tarefa a cumprir;  os homens que cumprem bem suas tarefas na terra são os que multiplicam os talentos e os que deixam de cumpri-la são os que enterram os talentos. Como já estudamos, Deus é infinitamente bom, misericordioso e justo


Todos nós fomos criados da mesma forma, ou seja, simples e ignorantes (sem conhecimento).
Então, por que será que algumas pessoas conseguem fazer muitas coisas diferentes, outras fazem apenas duas ou três coisas, e existem aquelas que nada conseguem fazer?
É que existem Espíritos em diferentes fases de evolução. Também depende do esforço e da vontade de cada um. Os nossos talentos vão se desenvolvendo á medida que nós vamos exercendo nossas habilidades e a nossa inteligência.
Os empregados da parábola representam os diversos tipos de pessoas. O último servo, que enterrou o dinheiro, representa as pessoas que não acreditam em si mesmas, que nada fazem, com medo de errar, enterram seus talentos por se acharem incapazes.
Mas isso é um erro, sabe por quê? Todos nós somos capazes, devemos acreditar em nós, como Deus acredita sempre em cada um dos seus filhos.
Mesmo que alguém diga assim:
- Nossa! Isto que você fez está feio, você não sabe fazer nada!
Nós não devemos acreditar, porque no começo, quando estamos aprendendo ainda , é assim mesmo. Depois nossos trabalhos e tarefas vão ficando melhores à medida que vamos exercitando nossas habilidades e a inteligência.

Não devemos nunca ter medo, muito menos nos incomodar com as críticas destrutivas.
Estimular os Evangelizandos a pensarem e descobrirem o que gostam de fazer, sendo dedicado, disciplinado, estudando e não desistindo nunca. Dessa maneira, conseguirão desenvolver os  talentos e retribuir ao Criador, com juros!

Quando Jesus ensinou: AMA O PRÓXIMO COMO A TI MESMO, já nos dava importante lição de auto-estima porque precisamos amar nossa vida, nosso corpo, não permitindo que outras pessoas, através de idéias errôneas, nos deixem com complexo de derrotados.
_

Atividades


Pinte

2 comentários:

  1. Olá, Mary!
    Parabéns pelo trabalho!
    Também trabalho com evangelização infantil! Não consegui pegar seu contato na página do blogger! Será que você poderia me passar?
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Ah, meu e-mail é germanobqi@yahoo.com.br

    ResponderExcluir